7 de jan de 2009

Jesus é o Evangelho



Tenho me deparado com pessoas que de tão arraigadas a pressupostos doutrinários e dogmas dos "arraiais evangélicos" (como designava o nosso querido Dom Alexandre Ximenes em suas aulas do Seminário Teológico Episcopal Carismático - SETEC), que rejeitam pura e simplesmente qualquer citação ou consideração de teólogos tidos como católicos romanos ou que sejam por estes reverenciados.
Brennan Manning é um desses teólogos de formação católica romana, cuja leitura tem sido para mim uma extraordinária fonte de profunda e rica meditação a respeito da Graça de Deus.
Seus livros A assinatura de Jesus, O evangelho maltrapilho, Convite á loucura, O impostor que vive em mim, dentre outros, são um testemunho poderoso e grandioso do que a Graça de Deus pode promover.
E apenas para demonstrar que a perfeita compreensão brota tanto nos corações de evangélicos, quanto católicos romanos ou ortodoxos, desde que se busque intimidade com o Senhor da Glória. Abaixo: um comentário de Brennan Manning no devocional Meditações para Maltrapilhos:


'Jesus Cristo não é só o centro do evangelho, mas o evangelho como um todo. Os quatro evangelistas nunca se concentram em outra personalidade. Pessoas secundárias permanecem em segundo plano; homens marginais permanecem na margem.

A ninguém mais se permite que tome o centro do palco, Várias pessoas aparecem somente para interrogar Jesus, responder a ele ou reagir diante dele. Nicodemos, a mulher samaritana, Pedro, Tomé, Caifás, Pilatos e vários outros servem de fundo à pessoa de Jesus. Todos ficam minúsculos diante dele. E é assim que deve ser, porque o Novo Testamento é oportunidade de salvação. Quando se fecharem as cortinas do último ato, Jesus roubará a cena de todos os famosos, belos e poderosos que jamais viveram no curso da história humana. Cada pessoa será vista em sua resposta a Jesus. Como afirmou T.S.Eliot: " Ó minh'alma, prepara-te para o encontro com aquele que sabe fazer perguntas". Esse é o correto entendimento teológico do Novo Testamento e do senhorio escatológico de Jesus Cristo.'

Texto de Cláudio Macedo ( Recife-PE)



posted by George Arribas

Um comentário:

  1. É verdade meu irmão Jesus não é o centro Ele é o próprio Evangelho. Ele é o próprio amor , seus milagres, seu perdão eram e ainda são as respostas as perguntas de toda a humanidade .
    abraços
    fique na paz de Cristo

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário